Funcionários da Anvisa mandam recado a João Doria

Pressões externas são inerentes ao trabalho desenvolvido por nós”, dizem funcionários.

Funcionários da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicaram, nesta sexta-feira (11), uma carta aberta para afirmar que atuam com base em critérios científicos.

Sem citar o nome do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), eles também enfatizaram que não servem “aos interesses de governos, de pessoas, de organizações ou de partidos políticos”.

A carta foi publicada em meio a divergências sobre o plano de vacinação contra o coronavírus no Brasil.

De acordo com o texto, a Associação dos Servidores da Anvisa (Univisa) também reforça que o trabalho técnico da instituição está “acima de qualquer pressão”:

“Pressões externas são inerentes ao trabalho desenvolvido por nós, servidores da Anvisa, mas o trabalho técnico está acima de qualquer pressão. A Anvisa é um órgão do Estado brasileiro e está a serviço do povo brasileiro.”
Na carta, os funcionários continuam:

“Ao longo dos seus 20 anos de existência, a Agência consolidou-se como uma referência no setor de saúde justamente pelo trabalho desenvolvido por seus servidores, que resultou na reconhecida excelência da sua atuação regulatória e na credibilidade de suas ações e decisões, baseadas exclusivamente em critérios técnicos e científicos.”
Eles completam:

“Mantemos o nosso compromisso de atuar em prol dos interesses da saúde pública, honrando a missão da Agência de ‘proteger e promover a saúde da população, mediante a intervenção nos riscos decorrentes da produção e do uso de produtos e serviços sujeitos à vigilância sanitária, em ação coordenada e integrada no âmbito do Sistema Único de Saúde’.”

Comentários

0 comentários