URGENTE: MORTE DE VOCALISTA DO ROUPA NOVA FOI CAUSADA PELO COVID 19, CONFIRA OS DETALHES

O cantor Paulo César Santos, mais conhecido como Paulinho pelos fãs Roupa Nova, morreu na noite desta segunda-feira (14/12), aos 68 anos. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Copa D’or, na Zona Sul do Rio, desde novembro, tentando se recuperar da Covid-19. A informação foi confirmada pela assessoria da banda.

Em setembro, Paulinho passou por um transplante de medula óssea para tratar de um linfoma. No procedimento, foram utilizadas suas próprias células. Ele respondia bem ao tratamento, mas contraiu o novo coronavírus durante a recuperação.

Em uma postagem nas redes sociais nesta segunda, a banda informou que o quadro de saúde dele era delicado.

Paulinho, como era mais conhecido, faz parte da formação original do Roupa Nova. Sempre atuou como vocalista e percussionista do grupo. O artista tem dois filhos, que também seguiram carreira na música: Pepê, baterista da banda Jamz, e a cantora Twigg.

Sua carreira começou nos anos 1970, nos bailes cariocas, em bandas como Los Panchos Villa e Os Famks.

Em 1980, ele participou da fundação do Roupa Nova, que completará 40 anos em 2021. Durante sua trajetória no grupo, ganhou o Grammy Latino em 2009, na categoria Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro.

O cantor também emprestou sua voz para grandes sucessos do Roupa Nova, como Whisky a Go-go, Dona, Volta para Mim, Seguindo no Trem Azul, A Viagem e Coração Pirata. Paulinho, assim como o grupo, ficou marcado e conhecido nacionalmente pelas trilhas sonoras de novelas: foram 35 canções em produções da dramaturgia brasileira.

Em agosto de 2020, Paulinho foi diagnosticado com linfoma. O cantor precisou passar por um transplante de médula óssea.

Comentários

0 comentários