Bolsonaro pede aval do Congresso para acessar crédito internacional

O governo quer tomar emprestado até US$ 1 bilhão com o banco dos Brics.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, enviou ao Senado Federal pedidos de autorização para que o governo federal contraia empréstimos com bancos e entidades internacionais.

O montante servirá para o financiamento de programas de redução do impacto econômico decorrente da pandemia de coronavírus.

O governo quer tomar emprestado até US$ 1 bilhão com o Novo Banco de Desenvolvimento, o chamado banco dos Brics, de acordo com informações da Secretaria Geral da Presidência.

O chefe do Executivo ainda quer aval para celebrar operação de crédito de US$ 1 bilhão do Banco Interamericano de Desenvolvimento.

Além disso, também estão na mira US$ 350 milhões da Corporação Andina de Fomento e € 200 milhões da Agência Francesa de Desenvolvimento.

Segundo o governo, o objetivo dos recursos é “assegurar níveis mínimos de qualidade de vida às pessoas que têm sofrido com os efeitos perversos da pandemia do coronavírus”.

“As operações de crédito externo reembolsarão a União das despesas já realizadas […] e seus recursos serão destinados ao pagamento da dívida pública federal”, acrescentou o governo.

Comentários

0 comentários