Paulo Guedes reafirma que governo não adotará ‘saída fácil’ de furar o teto

Paulo Guedes reafirma que governo não adotará ‘saída fácil’ de furar o teto

Paulo Guedes reafirmou nesta quarta-feira, 18, que o governo federal não pretende desrespeitar o teto de gastos públicos na busca pela retomada do crescimento do país no pós-pandemia.

“A saída fácil é furar o teto. Nós não faremos isso. Seria uma irresponsabilidade com as futuras gerações”, declarou o ministro da Economia.

A declaração ocorreu em evento organizado pela revista ‘Exame’.

“Enquanto o Brasil não tiver a coragem de enfrentar esse problema de indexação automática de despesas, onde a classe política não controla 96% dos orçamentos, nós não podemos sonhar em abrir mão dessa bandeira do teto”, disse.

E acrescentou:

“O teto foi colocado lá sem paredes. Colocaram o teto, mas não havia paredes, que são as reformas. E o pior, com um piso que sobe o tempo inteiro, espremendo os gastos do governo contra o teto. A saída fácil é furar o teto. Nós não faremos isso. Isso é uma irresponsabilidade com as futuras gerações”.

Comentários

0 comentários