Falta de respeito! Guarda de BC entra no estabelecimento sem máscara e arruma confusão em Itapema

Falta de respeito! Guarda de BC entra no estabelecimento sem máscara e arruma confusão em Itapema

Um agente da guarda Municipal de Balneário Camboriú teria dado um “show” pra não usar máscara dentro do posto Modesto, em Itapema, na madrugada de quinta-feira, às 3h15. Segundo a denúncia, o guarda chegou ao estabelecimento sem máscara e, após ser alertado sobre a obrigatoriedade da proteção, sacou a pistola e apontou contra a barriga do atendente do posto.

 

Trecho de imagens do circuito interno do posto mostra o momento em que o cliente, sem máscara e já dentro da área de conveniência do comércio, tira a arma e aponta para o funcionário. Eles discutem e depois o cliente parece guardar a pistola. O vídeo não mostra o desfecho da situação, mas o guarda teria ido embora instantes depois. O posto fica na avenida Nereu Ramos, no centro de Itapema.

 

O gerente do comércio, Vagner Oliveira, conta, com base nas imagens e pelo relato do funcionário, que o rapaz chegou armado ao estabelecimento. A mulher do guarda estava esperando no carro. Ainda na frente do caixa, o guarda é orientado sobre o uso de máscara mas passa a questionar o funcionário. “Ele fica insistindo pra entrar sem máscara”, diz o gerente.

 

Desrespeitando a orientação e puxando a comanda usada pra entrada no posto, o cliente avança pela catraca e entra na conveniência. Segundo Vagner, o funcionário pega um bastão e vai atrás do guarda. Após esse momento o guarda tira a arma e vai contra o funcionário. O cliente teria alegado ser policial e quase encosta a pistola no atendente. “Meu funcionário pensou que ia levar um tiro”, relata o gerente.

 

Depois da ameaça, o guarda recolhe a arma e vai embora do posto. Vagner disse que o cliente voltou ao posto na manhã de quinta-feira, querendo falar com o gerente. Nesta sexta-feira, o guarda retornou ao local, desta vez fardado com uniforme da guarda de Balneário, segundo Vagner, perguntando como ele poderia “resolver a situação”. Conforme o gerente, o guarda queria fazer algum tipo de “acordo” após o episódio.

 

Ao gerente, o guarda alegou que o funcionário teria sido agressivo com ele e que ficou com medo, justificando o motivo de ter sacado a pistola. Vagner avalia que as imagens são claras em mostrar as atitudes alteradas e inadequadas do guarda. “Ele não é um cara que tem pouca instrução, mas colocou em risco a vida de uma pessoa”, destacou o gerente.

 

Vagner informou que ainda nessa sexta-feira faria um boletim de ocorrência contra o guarda, juntando o relato do funcionário e as imagens das câmeras de segurança. Após o caso vir à tona, o gerente diz que a mãe do guarda passou a ligar para o posto, fazendo ameaças e tentando coagir a equipe.

 

Em nota, o secretário de Segurança de Balneário, Antônio Gabriel Castanheira, fala que solicitou as imagens na íntegra para averiguar a situação. “Será aberta uma investigação preliminar, conforme processo administrativo. A partir da análise das imagens, serão tomadas as medidas administrativas cabíveis”, explica.

Comentários

0 comentários