Polícia encontra corpo enterrado dentro de casa; suspeita é de que homem foi morto há 4 anos

Polícia encontra corpo enterrado dentro de casa; suspeita é de que homem foi morto há 4 anos

Uma ação da Polícia Civil e da Brigada Militar, juntamente com o Corpo de Bombeiros, encontrou o corpo de um homem enterrado sob o piso de concreto de uma casa em Arroio do Sal, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul.

Uma mulher, de 59 anos, moradora da casa, foi presa em flagrante por ocultação de cadáver. Segundo a delegacia de Arroio do Sal, a suspeita é de que os restos mortais sejam de um homem, desaparecido em 2016. Ele seria ex-companheiro da mulher presa. A ossada foi enviada para o Instituto-Geral de Perícias, que buscará confirmar a identificação.

Conforme a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o corpo foi encontrado quando a polícia cumpria um mandado de busca e apreensão na residência da suspeita. Sem localizar vestígios, os policiais solicitaram o auxílio dos cães farejadores da Companhia Especial de Busca e Salvamento (Cebs) do Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS).

Assim, os cachorros, dois labradores e um belga de malinois, entraram na residência e sinalizaram um ponto, no meio da sala de estar. Usando ferramentas, os policiais quebraram várias camadas de concreto e localizaram, exatamente no local indicado pelos cães, a ossada.

Segundo o Capitão Gustavo Lock, comandante da Cebs, o serviço de busca com cães, fundado no CBMRS em 15 de julho de 2003, é fundamental em ações que envolvam pessoas desaparecidas, devido à capacidade olfativa muito superior a do homem.

Os cachorros são capazes de localizar vítimas desacordadas, soterradas ou perdidas em matas, sem a necessidade de luz para visualização.

Fonte :

Comentários

0 comentários