Motorista de aplicativo é obrigado a tomar um litro de pinga durante assalto

Motorista de aplicativo é obrigado a tomar um litro de pinga durante assalto

O homem foi raptado, embriagado e abandonado em uma valeta pelos criminosos

Um motorista de aplicativo foi obrigado a ingerir um litro de pinga durante um assalto em Cascavel, no oeste do Paraná, durante a noite desta terça-feira (10). A vítima foi raptada e abandonada em uma valeta na área rural.

De acordo com o homem, que prefere não se identificar, ele recebeu um chamado para pegar dois passageiros em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e levá-los até Corbélia, cidade vizinha. No entanto, no meio do caminho, o assalto foi anunciado e ele precisou parar o carro para um terceiro criminoso embarcar.

“Eu achei que fosse morrer, ele estava com a faca na minha garganta. Não era para eu me mexer, fazer nenhum gesto ele pressionando a faca. Até tenho a marca da faca na minha garganta”, relata o motorista de aplicativo.
Foi após seguirem por uma estrada rural, que a vítima foi amarrada, obrigada a ingerir a grande quantidade de cachaça e jogada em uma vala, enquanto os bandidos fugiram com o carro roubado.

“Eles falaram ‘você quer beber um litro de pinga ou ser amarrado?’, eu falei ‘ser amarrado’. Mesmo assim, eles fizeram eu tomar o litro de pinga e me jogaram na valeta. Aí, eu consegui me desamarrar e me escondi no mato. Até que eles partissem”, completou.
Mesmo completamente embriagado, ele conseguiu andar até uma vila rural e pedir socorro. Nesta quarta-feira (11), abalado pelo crime, ele declarou à RIC Record TV que irá pensar se continuará trabalhando como motorista de aplicativo.

“O sentimento de morte, o desespero, pensando nos filhos, na minha esposa. Eu vou ter que rever esse conceito, fazer aplicativo ultimamente está complicado”, desabafou.

Fonte :

Comentários

0 comentários