Presidente da associação conservadora ‘Docentes Pela Liberdade’ é ameaçado de morte por militante petista

O presidente da associação conservadora ‘Docentes Pela Liberdade’, Marcelo Hermes-Lima, foi ameaçado de morte por um militante petista em mensagens no Twitter. O militante, que se apresenta na rede social com o nome “Antonio Barbosa”, também ameaçou outros membros da diretoria da associação.

A Associação Docentes Pela Liberdade (DPL) reúne professores de todo o país em torno de pautas conservadoras, em defesa da liberdade de pensamento, especialmente dentro das universidades.

As ameaças publicadas em várias mensagens na rede social contêm promessas de ataques físicos de atentados de extermínio ou homicídios pelo simples fato do militante discordar da opinião política e científica desses professores membros do DPL.

Marcelo Hermes-Lima é presidente e fundador do Docentes Pela Liberdade, biólogo e professor da Universidade de Brasília (UnB). Ele é pesquisador na área de Cientometria e um dos mais conceituados pesquisadores brasileiros em Biologia Celular, com mais de 6,6 mil citações em publicações científicas internacionais. O professor também atua como colaborador da equipe do Governo Bolsonaro, a convite do General da reserva Aléssio Ribeiro Souto – um dos responsáveis pelas propostas para a educação no atual governo.

Os outros membros da diretoria do DPL que foram ameaçados são: Prof. Peterson Dayan do Instituto de Educação Superior de Brasília; Laércio Fidelis Dias da Universidade Estadual Paulista (UNESP) e Diretor do Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-brasileiro da Fundação Cultural Palmares; Prof. Ebnézer Maurílio Nogueira da Silva da Universidade de Brasília; Eng. e Prof. Alexandre Ricardo Soares Romariz da Universidade de Brasília; Prof. José Henrique Carvalho Organista da Universidade Federal Fluminense (UFF); Prof. Denise Leal Fontes Albano Leopoldo da Universidade Federal de Sergipe (UFS); Prof. Emanoel de Souza Barros da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); e Dr. e Prof. Alexandre Barbosa Andrade da Universidade Federal de Ouro Preto-MG.

O Conexão Política entrou em contato com o Prof. Marcelo Hermes-Lima e o Prof. Peterson Dayan. Eles disseram que registraram uma ocorrência policial na Polícia Civil do Distrito Federal nesta quinta-feira (15) e também fizeram uma denúncia no MPF e no MPDFT.

“Antônio Barbosa publicou várias mensagens de ameaça de morte em clara perseguição aos Diretores da Associação Docentes Pela Liberdade, pelo simples fato de serem membros deste grupo social que busca recuperar a qualidade da educação no Brasil, romper com a hegemonia da esquerda e combater a perseguição ideológica. Por discordar da opinião política e científica desses professores, este cidadão utilizou suas redes sociais, para perseguir, ameaçar e incitar outras pessoas a ajudarem ele na sua execução, demonstrando evidente ameaça à ordem jurídica, ao regime democrático, aos interesses sociais dos professores em geral e individuais dos Diretores da Associação.

O fato está ocorrendo nas redes sociais, concretamente no Twitter, com promessas de ataques físicos de atentados de extermínio ou homicídios.

Comentários

0 comentários