Propaganda de candidata é retirada do ar por ‘excesso Bolsonaro’

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) suspendeu a propaganda eleitoral da Coronel Fernanda, do partido Patriota.

O TRE alegou que houve ‘excesso de tempo’ em que o presidente Jair Bolsonaro aparece.

Fernanda é candidata ao Senado em Mato Grosso, que terá eleição suplementar após a cassação de Selma Arruda, em dezembro de 2019.

No conteúdo político, Coronel Fernanda é apresentada como uma candidata conservadora: “mulher, militar e evangélica”.

Ao decidir retirar a propaganda do ar, o TRE alegou que Bolsonaro apareceu em 8 dos 23 segundos, ultrapassando o limite para a participação dos apoiadores, que é de 25% do tempo permitido. O presidente ocupou 34% do tempo.

 

Comentários

0 comentários