Araújo critica apoio da ‘patota esquerdista’ ao regime Maduro

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, criticou, neste domingo (11), o apoio da “patota esquerdista mundial” à ditadura de Nicolás Maduro, na Venezuela.Em mensagem no Twitter, Araújo destacou que “15% dos venezuelanos já fugiram da miséria e da opressão criadas pelo regime de lesa-humanidade de Maduro e seus milionários do tráfico”.

“Não fosse o apoio da patota esquerdista mundial e a indiferença isentona a Venezuela já estaria livre e sorridente”, completou o chanceler do Brasil. Confira o tuíte original.

Comentários

0 comentários