Homem que queimava dinheiro é preso durante operação contra fraudes do IPVA

Na manhã desta quarta-feira (7), o morador de Umuarama, João Paulo Berbet, foi preso como alvo da operação da Polícia Civil do Paraná, suspeito de ser um dos integrantes de um grupo envolvido na fraude de pagamentos de IPVA de carros de luxo.

Segundo testemunhas, Berbet levava uma vida de ostentação. Em um dos vídeos que viralizou em Umuarama e região, João Paulo segurava dezenas de notas de R$ 100 e fazia alusão de queimar o dinheiro para manter o fogo da churrasqueira.

Em certo momento do vídeo, João chega a brincar com amigos de que jogaria uma nota de R$ 100 no fogo, mas em vez disso ele troca a nota e queima uma de R$ 2.

O esquema

Todos os 31 mandatos cumpridos pela Polícia Civil do Paraná tinha como alvos suspeitos de captar proprietários de carros de luxo e oferecer a quitação do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), com descontos que variavam entre 30% e 50%. O pagamento do débito era realizado através de invasão de contas bancárias alheias.

Foram analisados 27 IPVAs, quitados por duas contas distintas, sendo uma do Rio Grande do Norte e outra da Bahia, nos anos de 2017 e 2019, totalizando R$ 87,9 mil. Os criminosos recebiam entre 50% a 70% do valor total do imposto, já que não tinham custo algum para quitação do débito.

Para dar ainda mais credibilidade à prática criminosa, os indivíduos cobravam dos proprietários o valor referente à quitação do débito somente após baixa no sistema, comprovando o pagamento.

Fonte :

Comentários

0 comentários