PF adia depoimento de Moro em inquérito sobre atos antidemocráticos

PF adia depoimento de Moro em inquérito sobre atos antidemocráticos

A intimação do ex-ministro Sergio Moro pela PF foi feita em 18 de setembro.

A Polícia Federal (PF) adiou o depoimento do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, no inquérito que investiga a organização de atos antidemocráticos contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF).

A informação foi divulgada pelo escritório de advocacia que representa os interesses de Moro junto ao STF.

Moro iria na Superintendência da PF em Curitiba na condição de testemunha. A nova data para o depoimento não foi divulgada.

De acordo com a defesa do ex-juiz da operação “Lava Jato“, as autoridades alegaram “questões técnicas e logísticas” para o adiamento, destaca o site Poder360.

“Hoje [2.out] pela manhã, a Polícia Federal entrou em contato com a defesa de Sergio Moro para informar sobre a necessidade de adiar o depoimento dele, na condição de testemunha, no inquérito sobre as manifestações antidemocráticas (Inquérito 4828, que corre no STF). O depoimento seria hoje, às 13h, na Superintendência da PF em Curitiba. O motivo do adiamento, segundo a PF, são questões técnicas e logísticas”, diz a nota divulgada pela defesa de Moro.

Fonte :

Comentários

0 comentários