Pressionado, Raí bate o martelo e define o futuro de Fernando Diniz

Pressionado, Raí bate o martelo e define o futuro de Fernando Diniz

Fernando Diniz está mantido como técnico do São Paulo, segundo o diretor executivo de futebol Raí.

Após a derrota por 2 a 1 para o River Plate, na Argentina, e a eliminação na fase de grupos da Libertadores, o dirigente falou em manutenção do treinador no cargo.

– Sim, com a comissão técnica, com o Diniz (segue). A gente sabe que tem muito trabalho, muita seriedade, muito conteúdo, mas a gente tem que melhorar. Tivemos duas competições nesta temporada, completamente atípica com a pandemia. Tivemos duas competições (Paulista e Libertadores) e estamos fora – disse Raí, na Argentina, em entrevista ao ge.

– Temos a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro, então temos que acreditar nisso e o São Paulo tem que vencer e pensar em melhorar para ter mais condições, capacidade, chance de conquistar os títulos. Então temos duas chances nessa temporada que é a Copa do Brasil e o Brasileiro – completou o dirigente.

O dirigente do São Paulo lamentou a eliminação da Libertadores e fez uma avaliação do trabalho feito até o momento.

– Não foi só uma derrota, foi uma desclassificação que dói bastante na gente. É amarga. Tem que saber que quando não se consegue um objetivo tem erros, a gente tem que rever. Mas também tem trabalho, muita coisa importante que foi feita até agora e que a gente acredita que pode evoluir. Mas é um momento de tristeza, reflexão, avaliação, mas seguimos com o trabalho. Sabemos que tem muito trabalho até aqui. Têm coisas boas, mas que não foram suficientes e a gente tem que melhorar.

Questionado sobre o que aconteceu no São Paulo para sair de tricampeão da América e do Mundo para entrar numa rotina de eliminações como a de 2020 e a do ano passado, diante do Talleres, na segunda fase da Libertadores, Raí disse:

– Por isso que eu falo de dor. Eu conheço, sei o que é a Libertadores. Já venci e sei o que é isso. Sei a importância que tem para a torcida do São Paulo. São vários anos de xeque que o São Paulo vem passando, muita coisa para ser avaliada no clube, o nosso trabalho. Mas é um time grande e sempre vamos passar dessa fase, vamos voltar a vencer. Temos que seguir trabalhando, seguindo no caminho que a gente sabe que tem que tudo que foi feito até aqui nesse último ano do Diniz. A gente sabe que tem muita coisa a melhorar e tem capacidade para melhorar.

Terceiro colocado no Brasileirão, o São Paulo vai conhecer seu rival na Copa do Brasil em sorteio nesta quinta-feira. Se ficar em terceiro lugar no Grupo D, o Tricolor também vai disputar a Sul-Americana, ainda sem data confirmada para retorno.

Fonte :
Globo Esporte

Comentários

0 comentários