Atacantes do Palmeiras tem prazo de validade e passarão por nova mudança

Atacantes do Palmeiras tem prazo de validade e passarão por nova mudança

Durante a crise de criatividade do Palmeiras, Vanderlei Luxemburgo não se convenceu sobre quem deve ser o atacante de velocidade de sua equipe. Wesley, Rony e Veron tiveram pequenas sequências e disputam uma vaga na equipe titular. Hoje (30), às 19h15, contra o Bolívar (BOL), o técnico mexerá de novo — agora por necessidade. A partida válida pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores ocorre no Allianz Parque.

 

Luxa mudou o esquema há sete jogos, quando deslocou Lucas Lima para atuar aberto pela direita, com um ponta do outro lado. Wesley foi o primeiro escolhido e teve bons momentos na sequência contra Red Bull Bragantino, Corinthians e Sport.

Só que no primeiro jogo contra o Bolívar, em La Paz, o técnico decidiu dar nova chance a Rony, então a última opção no setor. O camisa 11 teve papel importante na vitória pela Libertadores, ao sofrer um pênalti e participar do segundo gol. Por isso, desbancou Wesley.

“Ele [Wesley] teve oportunidades, fez um bom jogo, no outro não foi bem. Não vejo pelo nome do jogador. O Rony foi muito bem na altitude e contra o Grêmio não foi tão bem. Contra o Flamengo entrou melhor [no segundo tempo], está se adaptando”, pontuou Luxa.

A sequência do reforço contratado no início do ano foi também encerrada justamente depois do duelo com o Grêmio. Nos últimos dois jogos, oportunidade para Veron, que ficou entre julho e setembro em tratamento de uma lesão grave na coxa.

O garoto, que vinha entrando bem no segundo tempo, foi tímido contra o Guaraní (PAR) e teve sua atuação contra o Flamengo atrapalhada por uma dura entrada no tornozelo esquerdo, que irá tirá-lo de combate nesta noite.

Ainda que a troca desta vez seja por motivo médico, o camisa 27 recebeu críticas nas redes sociais por seu desempenho e até se posicionou, admitindo a má fase.

Enquanto Veron, aos 18 anos de idade, é considerado o mais talentoso, Wesley, de 21, voltou ao clube depois de terminar a Série B de 2019 como um dos maiores dribladores, pelo Vitória. Já Rony, de 25, está entre os mais velozes do grupo.

A posição que os três disputam é importante para deixar o Palmeiras menos estático. No começo do Brasileirão, Luxemburgo chegou a usar a equipe sem atletas de velocidade, no seu pior momento após o título paulista. Desde o Red Bull Bragantino, ele tem mantido a ideia, mudando só os nomes, mas o desempenho foi ruim nos jogos recentes contra Grêmio, Guaraní e Flamengo.

Além da ausência de Veron, o Palmeiras não deve contar na noite desta quarta-feira com Luiz Adriano. O camisa 10 reclamou ontem (29) de dores na coxa esquerda e ficou em tratamento — Willian deve substitui-lo. Os dois dividem a artilharia alviverde em 2020, com 11 gols para cada um.

Fonte :
Verdão Web, Verdão Web

Comentários

0 comentários