Bebê prematura morre em hospital após enfermeiros trocarem soro alimentar por anestésico

O erro repetiu-se por duas vezes. Uma bebê morreu, a outra sobreviveu mas poderá sofrer sequelas irreversíveis.

Uma bebê prematura morreu na unidade de Neonatologia do hospital Donostia de San Sebastián, na Espanha, devido a um “erro de medicação”. Segundo informações obtidas pela reportagem do jornal El Correo, não seria o único caso.

Segundo o jornal, os profissionais da unidade de saúde teriam se enganado na administração de soro alimentar a duas bebês prematuras e, ao invés de aplicar o soro alimentar, trocou por um forte anestésico.

Após o erro, o estado de saúde das bebês, que pesavam 600 e 800 gramas, piorou num período de 48 horas. Ao constatarem o erro, os profissionais unidade interromperam de imediato  administração do remédio e comunicaram o ocorrido às famílias. Uma das crianças morreu três dias após o incidente. Exames de sangue detectaram uma grande quantidade de Propofol no organismo da criança .

A outra bebê sobreviveu mas precisou passar por vários procedimentos médicos. Não se sabe ainda se haverá consequências a longo prazo após o ocorrido.

Embora as embalagens dos dois produtos seja bastante similar, o advogado das famílias disse que se trata de um “erro inaceitável” e afirma que as famílias exigem agora uma indenização de milhares de euros.

Fonte :

Comentários

0 comentários