PF realiza operação contra desvio milionário no SUS

Entre os crimes investigados pela Justiça estão peculato e falsidade ideológica

A Polícia Federal (PF) iniciou nesta quinta-feira, 24, a Operação Garrote com o objetivo de investigar supostos desvios de verbas do Sistema Único de Saúde (SUS) estimado em mais de R$ 9 milhões.

Com apoio do Departamento Nacional de Auditoria do SUS, a PF aponta contratação fraudulenta de um laboratório, por parte do município de Magé (RJ), para a execução de exames médicos.

Foram identificadas diversas irregularidades no contrato, tais como o direcionamento da escolha do próprio laboratório, além de fraudes nos processos de chamamento público e nos de execução, conforme a Justiça.

Além disso, há indícios da participação de pessoas ligadas à Secretaria municipal de Saúde do Rio e também de um vereador de Magé, que seria o real proprietário do laboratório envolvido no caso.

Agora, 40 agentes cumprem dois mandados de prisão temporária e sete de busca e apreensão no RJ. A PF investiga os crimes de dispensa ilegal de licitação, fraude em licitação, peculato, falsidade ideológica e organização criminosa.

Fonte :

Comentários

0 comentários