Advogada de Elias Maluco descreve como traficante foi encontrado em cela

Apontado como autor do assassinato do jornalista Tim Lopes, o traficante Elias Pereira da Silva, o ‘Elias Maluco’, morreu na tarde de terça (22) dentro de uma cela do presídio de Catanduvas, no Paraná. Após especulações de como ‘Elias Maluco’ teria sido encontrado, a advogada dele, Lucélia Macedo, disse ao um site do sistema Globo, que peritos informaram que o homem estava com um lençol envolto no pescoço.

A defesa disse que esteve no presídio no dia da morte, por volta de 16h, mas que foi informada que seu cliente não desejava vê-la. Diante dos fatos, Lucélia disse que está no aguardo do laudo pericial para saber a hora da morte do detento.

‘A única informação que eu tenho é que a perícia encontrou ele com um lençol amarrado na cela, em seu pescoço. É a única informação que eu tenho até o momento. Daqui a pouco a gente vai para o IML para liberar o corpo e aí vou ter mais informações. Eles têm uma ventana na cela. Foi ali que ele teria sido encontrado com um lençol amarrado no pescoço, preso nessa grade’, contou Lucélia ao site.

A advogada afirmou que pode se tratar de um suicídio, uma vez que se houvesse presença de outra pessoa, o sistema penitenciário teria flagrado, entretanto, tudo será investigado.

A Polícia Federal informou que, de acordo com os depoimentos dos agentes da penitenciária, o último contato que Elias teve com alguém antes de ser encontrado morto foi com agentes que entregaram a ele a marmita do almoço, por volta das 11h.

Comentários

0 comentários