Exército estuda possível renovação da frota de tanques de guerra

A vida útil dos cerca de 300 tanques Leopard do Exército termina em 2027

O Exército Brasileiro avança nos estudos para renovar a frota de 300 tanques de guerra Leopard-1 A5

Em 2027 está previsto o término da vida útil destes blindados, momento em que o Brasil deveria estar iniciando a substituição da frota por outra mais moderna, seja ela de fabricação nacional ou aquisição no estrangeiro.

Segundo a revista Veja, as áreas técnicas da caserna avaliam dois caminhos:

modernizar as máquinas, o que garantiria mais alguns anos de operação;
comprar tanques novos.
Os tanques Leopard trouxeram um rol de novas capacidades à cavalaria do Brasil e desencadeou uma significativa mudança cultural na gestão dos blindados no âmbito do Exército.

Os carros de combate fazem parte de um contrato de compra e apoio entre o Brasil e a Alemanha, destinado ao reaparelhamento e modernização das Unidades Blindadas do Exército.

 

Comentários

0 comentários