Luxa explica Rony no time : tudo que é muito ruim hoje, é muito bom amanhã

Luxa explica Rony no time : tudo que é muito ruim hoje, é muito bom amanhã

A estratégia de Vanderlei Luxemburgo contra o Grêmio foi se fechar e partir no contra-ataque, assim como fez o Palmeiras na altitude boliviana, pela Libertadores, e deu certo. Mas Rony, a principal arma ofensiva do plano do técnico alviverde ontem, voltou a ir mal e segue sem conseguir se firmar na equipe paulista.

 

A nova atuação ruim do grande reforço para a temporada pressiona o treinador por uma mudança. Enquanto o camisa 11 oscila, muitos pedem a escalação de Gabriel Veron no time titular.

É só por causa da parte física —Veron passou muito tempo contundido—e, desta forma, questão de tempo para isso acontecer? Após o empate de ontem, Luxa despistou e deu confiança a Rony, além de dizer que Veron ainda recupera a forma.

Fato é que a entrada da joia palmeirense no segundo tempo virou uma substituição “obrigatória” no clube. É assim desde a vitória sobre o Red Bull Bragantino, quando a promessa retornou depois de longo tempo fora e resolveu com gol e assistência.

A situação se repetiu contra Corinthians, Sport e ontem, em Porto Alegre, partidas do Campeonato Brasileiro, bem como contra o Bolívar, na Libertadores. Seja no lugar de Rony, ou de outro nome escalado pela esquerda do ataque — Wesley foi utilizado algumas vezes —, Veron vai entrar.

Resta entender até quando esta será a tônica do Verdão. Enquanto as críticas em cima de Rony aumentam, Luxa pede calma.

“Não tem como você blindar [o Rony], você protege um pouco mais no sentido do jogo. Botei o Rony para jogar porque ele teve uma atuação muito boa no jogo passado [contra o Bolívar]. Era a chance de poder ir bem e ocupar o espaço, pela qualidade que tem”, afirmou.

“Duas partidas boas, dois gols resolvem o problema, muda tudo. Tudo que é muito ruim no futebol hoje, é muito bom amanhã”.

Luxemburgo

“É a experiência que a gente tem no futebol. Não existe proteção ao jogador, proteger, só se mandar o jogador ficar em casa. Tem que ir colocando com inteligência. Vamos ter calma e seguir com ele”, destacou o técnico.

Ontem, Gabriel Veron entrou no lugar de Rony aos 13 minutos do segundo tempo. A joia também teve atuação discreta e foi privilegiado em relação ao companheiro por conta de uma mudança na formação. No primeiro tempo, escalado ao lado de Willian no ataque, o camisa 11 virou praticamente a única opção no contra-ataque, até por causa da velocidade. Sozinho, no entanto, foi mal.

Veron, em contrapartida, viu Luxa abrir mais o time quando estava em campo, já que entraram Luiz Adriano e Wesley e a equipe passou a jogar com três atacantes. Na coletiva pós-jogo, o comandante disse que não deixou o camisa 10 e Veron no banco pensando no compromisso contra o Guaraní-PAR, pela Libertadores, na quarta-feira (23).

A pressão por mudanças no setor ofensivo, como aconteceu na etapa final do duelo contra o Grêmio no último domingo, pode influenciar em mexidas na frente — quem sabe com Veron titular — no confronto pela competição sul-americana.

Receio por escalar jovem não é problema

Medo de “queimar” Gabriel Veron parece não ser um problema para Vanderlei Luxemburgo, enfim, promover o atacante ao time titular. Foram com os jovens que o Palmeiras conquistou o Paulistão — Gabriel Menino até chegou à seleção brasileira — e hoje se sustenta na temporada. Ontem, foi a vez de Danilo ser titular, já que Patrick de Paula foi poupado por desgaste.

A mescla de experiência com juventude tem sido, inclusive, uma marca positiva do trabalho de Luxemburgo, que não se opõe a dar espaço para os garotos quando acha necessário. Pelo contrário. Ele, de toda forma, alerta para a alta expectativa em cima da molecada.

“É uma mescla de jogadores experientes com garotos. Temos que fazer os meninos se tornar mais experientes. Por isso que eu digo, não adianta jogar as responsabilidades nos meninos, não são só eles que precisam resolver os problemas do Palmeiras. Por isso temos Felipe Melo, Gómez, Luiz Adriano e diversos jogadores importantes”, concluiu.

Fonte :
Verdão Web, Verdão Web

Comentários

0 comentários