Luxa isenta defesa de falha na marcação

Luxa isenta defesa de falha na marcação

O técnico Vanderlei Luxemburgo concedeu entrevista coletiva após o empate contra o Grêmio em Porto Alegre. O Palmeiras vencia a partida até o final, quando levou gol de Ferreira, de cabeça.

Segundo Luxa, “gols acontecem” e a defesa não teve parcela de culpa.

PUBLICIDADE

“Gols acontecem, não é questão de falta de atenção. Faltou segurar a bola no ataque, não tem a necessidade de fazer o segundo gol. Tem que tocar mais, ganhar tempo, virar a bola. São dois jogos em que deixamos empatar e isso incomoda. Mas futebol é dessa forma”, disse.

Sobre Luiz Adriano e as ausências de Patrick de Paula e Lucas Lima, o técnico palmeirense alertou sobre o planejamento que precisa ser seguido. Tudo já estava escrito.

“Não estamos nos focando em só uma competição. O Luiz (Adriano) ficou no banco. O (Gabriel) Veron vindo de lesão. Entramos e empurramos o Grêmio para trás. Foi como aconteceu. O Patrick (de Paula) não veio porque está se recuperando da sequência de jogos. Tudo tem que ser feito como deve ser feito”, afirmou.

Sobre a falta de ritmo, Luxemburgo tratou de minimizar.

“Não acho que tenha havido falta de ritmo. Jogamos o jogo. O Grêmio marca forte, nossa estratégia foi marcar do meio para trás, na segunda linha do campo, para trazer o Grêmio marcado, sair no contra-golpe e eles iam se expor mais no segundo tempo. Tinha a proposta de abrir mais o campo e ter mais velocidade. Aconteceu isso, eles foram para a frente e tivemos campo, conseguimos chegar. O Palmeiras jogou uma partida que não foi maravilhosa tecnicamente, mas entendendo o adversário. Não vi o Weverton fazendo nenhuma defesa que eles estivessem forçando e ele defendendo. O Weverton tomou o gol, foi a única bola no segundo tempo”.

Fonte :
Palmeiras Online, Palmeiras Ó

Comentários

0 comentários