Guerra não recebeu nenhuma proposta e vai sair de graça do Palmeiras

O meia Alejandro Guerra caminha para sair de graça do Palmeiras ao final do seu contrato, em dezembro de 2020.

 

Segundo apuraram ESPN e FOXSports.com.br, o venezuelano não recebeu propostas até o momento por seu futebol, e é pouco provável que algo chegue nos próximos meses.

A última sondagem pelo meio-campista aconteceu ainda em maio, vinda do futebol da Colômbia, mas os entraves da pandemia de COVID-19 e falta de minutos jogados impediram um acerto.

O estrangeiro, de 35 anos, vem treinando em separado do elenco principal, já que não está nos planos do técnico Vanderlei Luxemburgo – não à toa, ele não entrou em campo em 2020.

Em suas redes sociais, ele costuma postar fotos de seus treinamentos na Academia de Futebol, geralmente com mensagens em tom motivacional.

No ano passado, Guerra foi emprestado ao Bahia. Antes da cessão, porém, renovou o contrato por mais um ano com o Verdão, até dezembro de 2020.

Caso não consiga mesmo vender Guerra, o Palmeiras terá que arcar com o prejuízo da negociação.

Em 2017, a Crefisa pagou US$ 3,7 milhões (R$ 11,7 milhões na cotação da época) para contratar o destaque do Atlético Nacional, da Colômbia.

Por contrato, o Verdão deveria devolver o valor à sua patrocinadora caso conseguisse negociar o armador com outro clube, ou em caso de finalização do vínculo do jogador (o que deve ser o caso em janeiro de 2021).

Até hoje, Guerra fez 62 jogos e marcou oito gols com a camisa palestrina, em uma passagem marcada por poucos altos e muitos baixos, além de grande quantidade de lesões.

Seu único título pelo Alviverde foi o Campeonato Brasileiro de 2018, já que ele não estava entre os inscritos no Paulistão 2020.

Fonte :
Verdão Web, Verdão Web

Comentários

0 comentários