Antifas e Black Lives Matter voltam a destilar ódio nos EUA

Movimentos encerram a semana com ofensas a participantes da convenção do Partido Republicano e agressão contra policial.

Mais atos do “ódio do bem” na conta de quem se diz antifacista e se divulga promotor do movimento em prol das vidas de pessoas negras. Com os Estados Unidos novamente tomados por protestos após um policial atirar contra um homem no Estado de Wisconsin, os antifas e os defensores do Black Lives Matter voltaram a realizar agressões e ofensas contra quem não aplaude suas ações.

Na noite da última quarta-feira, 26, um policial se tornou alvo dos antifas e Black Lives Matter. O oficial, que não teve o nome divulgado pelos órgãos norte-americanos, aparece realizando patrulha na cidade de Minneapolis. Seu trabalho, no entanto, é interrompido no momento em que agressores arremessam uma lata de lixo contra ele. De costas, ele não percebe a agressão, é atingido na parte de trás da cabeça e cai no chão. No momento, é possível ouvir gente vibrando com a situação.

Apesar de pertencer ao Partido Democrata, o prefeito de Minneapolis, Jacob Frey, não tolerou a agressão ao policial. Afirmou, de acordo com o site Sputinik News, não tolerar atos contra pessoas ou estabelecimentos. “Não precisamos de mais destruição. Não precisamos de danos que sejam inaceitáveis ​​em todos os sentidos não serão tolerados”, disse, de acordo com as informações divulgadas pela imprensa dos Estados Unidos.

Gritaria

No Brasil e em todo o mundo é comum ouvir analistas e políticos enaltecerem os valores democráticos e reforçarem a importância de se respeitar as diferenças, inclusive na política. Antifas e integrantes do movimento Black Lives Matter parecem não caminhar nesse sentido. Isso porque pessoas foram hostilizadas pelo simples fatos de irem à convenção do Partido Republicano. O evento serviu para oficializar Donald Trump como candidato à reeleição.

As ofensas disparadas contra apoiadores do Partido Republicano e a agressão contra um policial parece não ter comovido as classes artísticas e esportivas dos Estados Unidos.

Fonte :

Comentários

0 comentários