Vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz rebate jornalista após polemica com VAR; veja

Flamengo e Santos se enfrentaram na tarde do último domingo (30), em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, e o Mais Querido levou a melhor no confronto, vencendo o jogo por 1×0. No duelo, o Peixe chegou a balançar as redes do Mengão em duas oportunidades, mas os dois gols foram corretamente anulados pelo VAR, que sinalizou impedimento.

Após o embate, a interferência do árbitro de vídeo causou polêmica nas redes sociais e gerou um enorme debate sobre a correta marcação, ou não, das irregularidades. Sobre o assunto, o jornalista Andre Rizek, da Sportv, usou o seu Twitter para afirmar que não marcaria impedimento no segundo gol, e foi rebatido por Marcos Braz, vice-presidente de futebol do Flamengo. Confira:

 

“Everaldo, Noriega, Casão, Maestro Júnior e Galvão, no Bem, Amigos, dizem que NÃO anulariam o segundo gol anulado do Santos na Vila. O VAR do VAR. Tô com eles. Lance de pura interpretação, de puro VARtebol. A bola entraria no gol de qualquer forma. Mais futebol e menos VAR, CBF!”, escreveu o apresentador.
Marcos Braz não perdeu tempo e relembrou uma jogada “contra” o Flamengo. “No lance que dois jogadores do Santos se chocaram, não foi absolutamente nada. Arrascaeta fez um golaço e pararam a jogada”, rebateu o dirigente.

Após a resposta, Andre Rizek concordou com o posicionamento de Marcos Braz e destacou o erro da arbitragem no lance. O vice-presidente do Rubro-Negro encerrou o debate pedindo ‘calma’ com a atuação do VAR, e lembrou que o árbitro de vídeo deve ser questionado em decisões para ambos os times.

A vitória sobre o Santos garantiu ao Flamengo mais três pontos, e o Mais Querido avançou na tabela de classificação, chegando à nona posição. Nesta segunda-feira (31), a equipe já iniciou os treinamentos com foco no próximo desafio: o jogo contra o Bahia, marcado para a quarta-feira (02). O confronto será disputado no estádio do Pituaçu, às 20h30 (horário de Brasília).

Fonte :
Colunadofla.com

Comentários

0 comentários