Senador denuncia formação da bancada do ‘narconegócio’

Eduardo Girão, do Podemos do Ceará, não citou nomes dos parlamentares que integrariam o bloco

O senador Eduardo Girão veio a público na noite desta segunda-feira, 31, para criticar o Projeto de Lei 399/2015. O texto do PL defende a legalização de medicamentos formulados a partir da maconha e deve ser discutido em comissão da Câmara dos Deputados na terça-feira, 1ª de setembro.

Leia mais: “Há quatro anos, o Brasil dizia ‘tchau, querida’”

Em entrevista à rádio Jovem Pan, Girão contestou a possibilidade de o PL avançar no Congresso. O segundo vice-líder do Podemos no Senado demonstrou, no entanto, que há chances reais de a proposta ser aprovada logo mais no Poder Legislativo. Dessa forma, ele sugeriu a existência, nos bastidores, do que pode ser chamado de bancada do ‘narconegógio’. “É um poderoso lobby“, declarou, mas sem mencionar quais colegas de Brasília fariam parte desse bloco.

A denúncia feita por Girão foi feita durante edição do programa Os Pingos nos Is. Ao responder questionamento do jornalista Augusto Nunes, colunista da Revista Oeste, o senador admitiu que a tal bancada do ‘narconegócio’ ainda não conseguiu transformar nenhum projeto em lei. O que pode mudar, alertou o parlamentar do Podemos. “Há interesses inclusive internacionais”, reclamou.

Fonte :

Comentários

0 comentários