Dudu de volta ao Palmeiras ? Galiotte diz ter certeza absoluta sobre retorno do camisa 7

Facebook

Twitter

Dudu faz falta ao atual time do Palmeiras. O camisa 7 foi emprestado ao Al Duhail, do Catar, onde já estreou fazendo gol. A saída por um período determinado trouxe fôlego ao caixa palestrino, que somou R$ 43 milhões na transação.

Em entrevista ao portal Globo Esporte, Maurício Galiotte garantiu ter “certeza absoluta” que Dudu volta em 2021.

PUBLICIDADE

“A gente espera um dia o Dudu aqui de volta, tenho certeza absoluta que ele estará vestindo a camisa do Palmeiras,” disse.

O jogador Dudu, da SE Palmeiras, renova seu contrato, na Academia de Futebol. Na foto o presidente Mauricio Galiotte.
Mandato terminando no Palmeiras
Galiotte tem pouco mais de um ano de mandato. Mesmo conquistado uma edição do Campeonato Brasileiro e uma edição do Campeonato Paulista, o mandatário alviverde enfrenta severas críticas do torcedor palmeirense nas redes sociais.

Sobre o restante do período como presidente, Galiotte falou sobre como pretende deixar o Palmeiras após sua saída.

“O objetivo maior é deixar um clube organizado, respeitado, um clube social com novas instalações, que é o que estamos fazendo, com reformas, Academia de Futebol de Guarulhos também com benfeitorias, um processo moderno para a base, com investimento para que traga bons recursos. Na Academia de Futebol, um time competitivo. Um clube com valor de marca maior e crescente, que é o que conquistamos nos últimos anos. Com conquistas de títulos, que também estamos conseguindo, com crescimento de arrecadação, receitas recorrentes… Se a gente comparar com o Palmeiras de alguns anos atrás, a gente nota uma sensível diferença. Óbvio que torcedor quer resultado e quer ganhar sempre, mas quando a gente para para ver o Palmeiras que tínhamos atrás e temos hoje, isso nos enche de orgulho. É uma estrutura moderna, uma das melhores do mundo, um grupo competitivo, um trabalho feito por profissionais com projeto, metodologia de trabalho, com receitas recorrentes… Se a gente conseguir, e estamos próximos disso, encerrar o mandato dessa maneira, vou estar realizado. Vou apoiar o próximo presidente. O Palmeiras está acima de todos, é muito maior do que as pessoas. Tudo o que eu puder fazer pelo Palmeiras, vou fazer sempre, independentemente das circunstâncias e do momento. O Palmeiras vai estar sempre em primeiro lugar,” afirmou.

Momento complexo com a pandemia
2020 é um ano atípico. A pandemia do novo coronavírus chegou e ceifou boa parte das receitas das empresas. No futebol não foi diferente. Sem bilheteria, o clube sofre com a questão financeira.

Galiotte explicou esse ponto sensível.

“A perda de receita foi significativa. Estamos falando alguma coisa ao redor de 30%, de R$ 200 milhões que o Palmeiras deixará de receber neste ano. Isso é extremamente significativo para o nosso negócio, que envolve paixão e emoção, mas temos que administrar com responsabilidade. Envolveu arrecadação, Avanti, receitas de TV… Contamos com um parceiro extremamente importante (Crefisa e FAM), que manteve todo o compromisso estipulado em contrato. Entretanto, é importante dizer que neste ano será necessário pensar de forma diferente, porque não contávamos com a pandemia, é um momento sensível e complexo para todos os negócios.”

Por conta da contenção de gastos, o Palmeiras voltou os olhares para as categorias de base. E já colheu frutos. Patrick de Paula e Gabriel Menino, oriundos das categorias inferiores, estão no profissional e já acendem o interesse de clubes da Europa.

Fonte :
Verdão Web, Verdão Web

Comentários

0 comentários