Mulher é morta a tiros após abrir espetinho; principal suspeito é concorrente

De acordo com a polícia, no último sábado (29), a mulher havia recebido um bilhete com as ameaças, para que ela saísse do local

Uma mulher, de 47 anos, foi alvejada com dois tiros na noite desse domingo (30), enquanto estava em seu estabelecimento, onde vendia espetinhos em Minas Gerais. A Polícia Militar suspeita que a motivação do crime tenha sido a disputa pelo ponto comercial.

Ainda de acordo com a polícia, no último sábado (29), a mulher havia recebido um bilhete com as ameaças, para que ela saísse do local, no Bairro Vila Cemig, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte. O autor do recado seria o proprietário de um espetinho concorrente.

Testemunhas disseram à PM que um homem de camisa camuflada e com o rosto coberto se aproximou do estabelecimento e executou a mulher. Após isso, os policiais foram acionado, assim como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A vítima chegou a receber atendimento médico. Ela foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (Upa) Barreiro, onde morreu.

A PM ainda não localizou nenhum envolvido no crime e recolheu o celular da então proprietária do espetinho e o bilhete com as ameaças. A Polícia Civil investigará o caso.

Fonte :

Comentários

0 comentários