Netflix lança filme que incita a sexualização infantil

A Netflix está atualmente promovendo um filme premiado, “Cuties”, que recebeu o nome de “Lindinhas” no Brasil e, apesar de se tratar de uma forma de erotização precoce, está sendo comercializado como “um conto de amadurecimento” pela gigante do streaming. Mas pessoas em todo o mundo estão expressando indignação e preocupação de que o filme sexualize meninas. Por isso, uma petição foi lançada em um esforço para removê-lo da Netflix.

Na terça-feira (18), a Netflix anunciou que “Cuties” – palavra em Inglês que significa pessoas atraentes ou carinhosas, especialmente uma mulher jovem – chegaria em breve à sua plataforma, compartilhando o trailer do filme, em Francês, no Twitter. O plug promocional diz: “Amy, 11, fica fascinada com uma equipe de dança twerking [estilo de dança em que grande parte dos movimentos se concentram em movimentos sensuais nos quadris e em agachamentos]. Na esperança de se juntar ao grupo, ela [Amy] começa a explorar sua feminilidade, desafiando as tradições de sua família.”

O Hollywood News publicou a sinopse completa do filme:

“Amy, de 11 anos, mora com a mãe, Mariam, e o irmão mais novo, esperando que o pai volte para a família vindo do Senegal. Amy é fascinada pela desobediente equipe de dança da vizinha Angélica, um grupo que contrasta fortemente com os valores tradicionais profundamente arraigados de Mariam. Implacável pela demissão brutal inicial das meninas e ansiosa para escapar da disfunção latente de sua família, Amy, por meio de uma consciência acesa de sua feminilidade crescente, impulsiona o grupo a abraçar com entusiasmo uma rotina de dança cada vez mais sensual, despertando a esperança das meninas de mexer no seu caminho para estrelato em um concurso de dança local.”

Comentários

0 comentários