Bebê é morto a pauladas pelo pai por “chorar demais”

Um homem de 19 anos foi preso na cidade de Alegrete, no Rio Grande do Sul, como principal suspeito na morte do filho, um bebê de 1 anos e 11 meses.

A criança morreu no hospital após 4 dias internado. Segundo médicos que acompanharam a criança, o corpo do bebê apresentava diversos ematomas nos braços, pernas e cabeça, provocados por um pedaço de madeira.

Após a prisão o jovem confessou ter agredido a criança porque ele estava chorando muito

– Depois do falecimento dessa criança, na madrugada de hoje [segunda], a Policia Civil começou a trabalhar no caso, coletando informações de familiares para entender o que tinha acontecido. O pai admitiu, em depoimento formal e acompanhando de defensor, que agrediu essa criança com pauladas, –  afirma o delegado Valeriano Garcia Neto, que acompanha o caso.

O delegado informou ainda que o choro do menino irritou o pai, e para obrigar o bebê a parar  de chorar, ele iniciou as agressões.

O laudo da necropsia apontou a causa da morte como traumatismo craniano e hemorragia.

A criança foi identificada como Márcio dos Anjos Jaques, e de acordo com o presidente do Conselho Tutelar da cidade, Emir Lemes, o menor era acompanhado por assistentes sociais há cerca de dois meses, porém nunca foi encontrado indícios de violência ou maus-tratos.

Apesar do acompanhamento dos assistentes sociais,  o delegado revelou que a criança tinha hematomas antigos;

– A criança tinha hematomas na cabeça, nos braços e nas pernas. Os exames mostram que havia lesões antigas, o que indica que isso já vinha acontecendo antes, – disse o delegado.

Quanto ao acusado, o delegado disse que o rapaz confessou o crime, apesar de ter negado inicialmente.

– A princípio ele negou o crime, mas confrontado pelas evidências, acabou confessando”, concluiu.

O homem segue à disposição da justiça.

Fonte :

Comentários

0 comentários