Luxa identifica problema de criação no Palmeiras e cutuca meias

THIAGO GOMES

Vanderlei Luxemburgo, técnico do Palmeiras.

Facebook

Twitter

O empate do Palmeiras contra o Fluminense nesta quarta-feira incomodou o técnico Vanderlei Luxemburgo. O time não criou grandes oportunidades e Luiz Adriano não conseguiu evoluir, apesar do gol marcado. O único gol marcado.

Desde o começo do ano que o time não tem poderio criativo. Ora entra com três volantes, ora com meias que não conseguem criar. Na coletiva pós-jogo, Luxemburgo percebeu a falha no setor e alertou os meio-campistas do elenco.

“Ele é um jogador que define. Só preciso que tenha mais gente que enfie a bola pra ele. A gente tem que pensar, Campeonato Brasileiro é diferente do Paulista. Prepararmos bem pra colocar ele na cara do gol. Temos que nos preparar. Se colocar a bola na frente do gol, ele (Luiz Adriano) coloca para dentro. Mas tem que colocá-lo na frente do gol”, disse.

Sobre Patrick de Paula, o técnico explicou porque mudou a formação e não colocou o garoto.

“O Patrick ficou fora porque é o jogador que mais jogou (recentemente), e com o campo como está, que não está muito bom, é perigoso. Ele sempre vinha jogando os 90 minutos, então o pessoal da parte de ciência passou os dados e descansamos o Patrick e outros jogadores. Mudamos para ganhar no segundo tempo, poderíamos ter definido com o Luiz Adriano em uma chance clara. Faz parte. Se você não ganha, empate é bom negócio, mas tínhamos chances de ganhar o jogo”, apontou.

Fonte :
verdão web, Verdão Web

Comentários

0 comentários