Justiça autoriza viagem de Michel Temer em missão oficial ao Líbano

Após ser convidado pelo presidente Jair Bolsonaro para ser chefe da missão brasileira para ajudar na reconstrução do Líbano, após a explosão na capital Beirute, o ex-presidente Michel Temer recebeu autorização da Justiça Federal para integrar a comitiva.

Como Temer é réu em duas ações criminais relacionadas à Operação Descontaminação, ele é impedido de deixar o país sem o consentimento da Justiça.

Mas o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, autorizou a viagem, que deve ocorrer entre os dias 12 e 15 de agosto.

A justificativa, de acordo com a decisão, é a “natureza humanitária da missão oficial” para qual Temer foi designado.

Comentários

0 comentários