Provas colocam ‘Witzel no vértice da pirâmide’, diz PGR

PGR afirmou que Witzel está “no vértice da pirâmide” do grupo criminoso.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) a soltura do ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos.

Santos está preso desde 10 de julho sob acusação de desvios na pasta envolvendo contratos emergenciais, sem licitação, celebrados durante a pandemia de coronavírus.

A subprocuradora-geral da República, Lindôra Maria Araújo, disse que não cabe à Justiça do Rio decidir pela prisão ou não de Edmar Santos.

Na mesma petição, Lindôra afirmou que há provas que colocam o governador Wilson Witzel “no vértice da pirâmide” do grupo criminoso investigado.

“Os elementos já colhidos apontam que, de fato, os agentes possivelmente fraudaram documentos, burlaram as regras de contratação, desviaram e lavaram dinheiro, cometendo uma série de crimes em plena pandemia da Covid-19, enquanto sugeriam publicamente que agiam para combatê-la, com processos administrativos montados para escamotear a verdade, conferindo aparência de legalidade aos atos ilícitos”, diz a subprocuradora, segundo o jornal Extra.

Fonte :

Comentários

0 comentários